DRA GABRIELA FOTO 1

 

O Dia Mundial do Diabetes é lembrado nesta quarta feira (14/11) pela Santa Casa de Jahu com testes de glicemia e pressão. De acordo com a médica endocrinologista, Gabriela Romano de Oliveira, os casos de diabetes cresceram mais de 12% em 6 anos. Levantamento feito no ano passado mostra que cerca de 400 mil brasileiros perderam a vida em decorrência da enfermidade neste período. A médica da Santa Casa destaca que é uma doença crônica, que não tem cura, no entanto tem tratamento.

 

Segundo a especialista são dois tipos de diabetes. O tipo 1, que normalmente acomete crianças, é uma doença auto-imune. Já o tipo 2 é aquele que é adquirido através do tempo, com histórico familiar, reforçado pelos maus hábitos de alimentação e sedentarismo. A Dra Gabriela entende que quem tem a doença ou pretende se prevenir dela não precisa ser atleta nem fazer regimes constantes. Ela recomenda a busca de uma vida mais saudável, com alimentação balanceada e alguma atividade física, por exemplo, uma caminhada.

 

Sintomas

A endocrinologista da Santa Casa de Jahu lembra que alguns sintomas apontam para o diabetes. Muita sede e fome, perda de peso, ir ao banheiro várias vezes, inclusive a noite, estão entre os principais. “Quando nós fazemos o diagnóstico do diabetes já sabemos que o paciente tem a doença há mais de dois anos mas, se diagnosticado no início, a expectativa é que a pessoa tenha uma vida normal”, afirma.

 

Prevenção

Por ser silenciosa, a doença é muito subestimada pelos pacientes.Fazer exames regularmente, controlar o colesterol, a pressão e o peso são fatores importantes de prevenção contra o diabetes, principalmente para quem casos na família. Nesta quarta feira uma equipe estará das 8h às 11h realizando testes de glicemia e pressão em frente a Santa Casa de Jahu, com participação dos alunos de enfermagem das Faculdades Integradas. A promoção é do Grupo de Humanização da Santa Casa.

 

 

 

capa info 86