OLHO

 

Foi realizadno último domingo (01/04) na Santa Casa de Jahu um procedimento de captação de córneas. De acordo com a Comissão Intra-Hospitalar de Transplante (CIHT) a família do paciente que veio a óbito consentiu a doação porquea pessoa havia manifestado o desejo de doar os órgãos ainda em vida.

 

Só neste ano foram captadas pela Santa Casa 20 córneas, e no ano passado foram 91 viabilizadas pelo trabalho da equipe. Segundo a enfermeira coordenadora da CIHT, Luciane Carraro, os órgãos são encaminhados para Botucatu onde uma central realiza um tratamento especial e aguarda um chamado para onde vai ser realizado o transplante. A coordenadora destaca que a doação de qualquer órgão é feita com total sigilo, de acordo com norma já estabelecida.

 

Ainda, de acordo com a enfermeira, os órgãos são regulados por uma central de transplantes, sendo que na hora dos procedimentos de captação equipes especializadas são acionadas e vem para o hospital, assim que é diagnosticada a morte cerebral do paciente cuja família tenha autorizado as doações. A Luciane lembra que só a família pode autorizar.

 

 

A Comissão Intra Hospitalar de Transplante da Santa Casa é composta por uma equipe de multiprofissionais, com currículo de vários cursos e treinamentos na área, sendo um médico, quatro enfermeiros e seis técnicos de enfermagem. A finalidade é organizar rotinas e protocolos que possibilitem o processo de doação de órgãos e tecidos para transplantes. A partir deste mês de abril vão ser capacitados mais um enfermeiro e dois técnicos de enfermagem para atender o aumento da demanda das doações.