Hemodiálise

A Santa Casa de Jahu, referência no tratamento de hemodiálise na região,  inaugurou recentemente mais uma sala no Centro de Diálise com 60 novas vagas para doentes renais crônicos.
Com a ampliação, os horários das sessões de hemodiálise sofreram mudanças: há apenas dois turnos para a terapia, e o horário de funcionamento é das 6h às 18h, de segunda a sábado. Os pacientes que precisavam vir no período noturno para as sessões passaram a fazer o tratamento durante o dia.
O setor atende a 112 pacientes, que são submetidos a três sessões de terapia por semana, com duração de 4 horas cada. Por dia, são realizadas em média 60 sessões de hemodiálise.
Com a inauguração da nova sala, que conta com mais 10 máquinas, o setor totaliza 30 equipamentos.
Para a reforma e aquisição dos equipamentos foi investido R$ 1 milhão, com recursos próprios.
O Centro de Diálise da Santa Casa de Jahu funciona desde 25 de março de 1987 e é um dos setores que mais se destaca na instituição.
Qualidade de vida
A hemodiálise é responsável por alterações significativas na qualidade de vida dos pacientes renais crônicos. Pacientes dependentes de terapia renal substitutiva apresentam limitações no seu cotidiano e vivenciam inúmeras perdas e mudanças biopsicossociais, que interferem na sua qualidade de vida.
O setor de hemodiálise tem como missão ser referência em terapia renal substitutiva, buscando sempre a excelência no atendimento humanizado e cuidando de todos com atenção especial para minimizar a dor e o sofrimento dos pacientes renais crônicos.
A Santa Casa possui completa estrutura para atendimento de todas as modalidades de diálises dialíticas: hemodiálise; diálise peritonial; diálise domiciliar automatizada, na qual o próprio paciente faz o procedimento, durante a noite, com a ajuda de uma máquina portátil.
No Brasil, mais de 10 milhões de pessoas têm disfunção renal. Acompanhe o censo da Sociedade Brasileira de Nefrologia.