Saiba como prevenir as crises alérgicas em crianças durante a primavera

Saiba como prevenir as crises alérgicas em crianças durante a primavera

A primavera chegou. Em vez de comemorar o início da estação, muita gente já se prepara psicologicamente para enfrentar um período de crises alérgic...
Leia mais...
Dicas sobre a gripe H1N1

Dicas sobre a gripe H1N1

A gripe A, também chamada de gripe H1N1, é uma doença causada pelo vírus Influenza A (H1N1), que ficou amplamente conhecido após a pandemia de 2009. Esse tipo de vírus possui genes do vírus...
Leia mais...
Anvisa aprova registro da primeira vacina contra a dengue no Brasil

Anvisa aprova registro da primeira vacina contra a dengue no Brasil

  Saiu nesta segunda (28) a aprovação do registro da primeira vacina contra a dengue no Brasil: a Dengvaxia, da francesa Sanofi Pasteur. Embora liberada para comercializa...
Leia mais...

O chá, a segunda bebida mais consumida no mundo, depois da água, traz inúmeros benefícios à saúde. Antigamente era usado apenas com objetivo medicinal, mas, aos poucos, foi sendo introduzido no cardápio diário das pessoas, por puro prazer de apreciar a bebida.

Além de proporcionar momentos de relaxamento ou até mesmo de confraternização, como o famoso chá das 5h, por exemplo, tomar chá, quente ou frio, é um hábito muito saudável. Dependendo da folha usada na infusão, a bebida pode oferecer nutrientes que ajudam no bom funcionamento do organismo.

O chá verde, por exemplo, que tem como princípio ativo os polifenois (responsáveis por diminuir os níveis de colesterol), contribui para a saúde bucal e tem efeito antioxidante, diminuindo a produção de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento.

Com características semelhantes, o chá preto tem mais cafeína e deve ser tomado até as 6 horas da tarde para não interferir no sono.

Apesar da tradição das folhas de chás verde e preto no Brasil, os de camomila, hortelã, erva-doce, capim-cidreira e boldo estão entre os mais consumidos.

Outra paixão brasileira é o chá-mate, derivado da erva-mate. Além de ser utilizado de diversas maneiras, seja no chimarrão, seja no tererê (bebida típica da região centro-oeste), é refrescante e tem propriedades antioxidantes.

É importante saber que os chás não são medicamentos. Também é muito perigoso comprar folhas em mercados populares, indicadas como tratamento de doenças. O fato de ser natural não elimina os efeitos colaterais e pode causar danos à saúde.

 

Confira os benefícios dos chás:

Estímulo do apetite: alecrim, agrião, camomila, melissa, dente-de-leão, sálvia, manjerona, alfavaca.

Calmantes ou sedativos: capim-cidreira, maracujá, valeriana, hortelã, folha de laranja, melissa, alface e angélica.

Melhora nos problemas estomacais e intestinais: erva-doce, hortelã, camomila, poejo, angélica, sálvia e funcho.

Digestivos: hortelã, camomila, boldo, quássia, raiz de genciana, sálvia, carqueja, anis estrelado.

Cicatrizantes: eucalipto, cavalinha, maracujá, couve, babosa, bálsamo-do-peru, cardo santo.

Anti-inflamatórios: agrião, limão, hortelã, alecrim, cavalinha, dente-de-leão, urtiga, folha de abacate.

Antissépticos: arnica, bardana, limão e malva branca.

Antidiarreicos: casca ou polpa de maçã, broto ou polpa de goiaba e casca de romã.

Estímulo do intestino: semente de linhaça, ameixa preta, cáscara sagrada, zimbro, hortelã, erva-doce e capim-cidreira.

Combate aos radicais livres: chá-mate.